Logo Somapay

Blog da Somapay >

SPC x Serasa: entenda a difere...

SPC x Serasa: entenda a diferença e como consultar

8 de abril de 2022

Gestão de Pessoas

Nos últimos anos no Brasil, os níveis de inadimplência têm apresentado um forte crescimento e é quase certo que você tenha se deparado com termos como SPC e Serasa e eles já tenham despertado alguma aflição. Mas afinal, você realmente sabe o que é o SPC e Serasa? E por qual motivo eles provocam tanta angústia nos consumidores?

Não se preocupe, pois neste artigo você vai entender tudo sobre esses serviços: o que cada um significa, como consultar e também como limpar seu nome. Vamos nessa!

O que é SPC?

O Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) foi criado em 1955 e concentra os dados do comércio de todo o país, reunindo informações de crédito geridas e alimentadas pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Dessa forma, o SPC armazena e processa todas as operações de crédito realizadas pelas empresas associadas, fornecendo dados sobre a saúde financeira dos consumidores para as lojas e bancos. 

Assim, o SPC contribui para proteger as relações comerciais e dar mais segurança às empresas e instituições financeiras que oferecem opções de venda a prazo, financiamentos ou empréstimos, além de auxiliar essas empresas na tomada de decisão para a concessão de crédito a pessoas físicas e jurídicas. 

Dentre as informações que esse serviço disponibiliza, estão os cheques protestados, que são aqueles onde a empresa notifica na justiça que o pagamento de uma dívida não foi realizado e o devedor fica com o famigerado “nome sujo“, além de cheques roubados ou sem fundo, que ocorre quando o banco não aceita o cheque em virtude da conta corrente não possuir dinheiro suficiente para efetuar o pagamento.

O que é e como funciona o Serasa?

A Serasa Experian foi criada em 1968 como fruto da parceria entre a Associação de Bancos do Estado de São Paulo (Assobesp) e a Federação Brasileira das Associações de Bancos (Febraban). Em resumo, a Serasa é um órgão de consulta de crédito que reúne um banco de dados com informações sobre as pessoas que possuem dívidas com instituições financeiras. 

O Serasa é referência em análises e informações para decisões de crédito. Ele possui a mesma função do SPC, sendo possível realizar consultas de negativação por meio de informações pessoais como nome, data de nascimento e endereço.

Serasa x SPC: entenda a diferença

Na verdade, as duas empresas fornecem serviços bem parecidos, ajudando as empresas e bancos a concederem crédito mais barato e com maior segurança. No entanto, elas diferem no que se refere a fonte dos dados. Isso porque, enquanto o Serasa obtém seus dados a partir de bancos e instituições financeiras, por meio de dívidas com cartão de crédito, cheque especial ou empréstimos, o SPC, por sua vez, coleta seus dados mediante lojistas credenciados, ou seja, a maior parte dos integrantes desta base são de pessoas que compraram algum bem ou serviço e acabaram tornando-se inadimplentes.

O que é SCPC?

Além do SPC e Serasa, temos também outra entidade com funções bem parecidas: o SCPC, Serviço Central de Proteção ao Crédito. O SCPC também é abastecido com informações de lojistas credenciados e tem o objetivo de auxiliar as empresas em suas operações de crédito e promover mais segurança nas transações comerciais.

Criada em 1955, essa instituição é administrada pela Boa Vista Serviços, por isso é também amplamente conhecida apenas como Boa Vista SCPC. Com relação ao funcionamento, acontece da seguinte forma: caso o consumidor esqueça ou não consiga efetuar o pagamento de uma dívida no prazo, o SCPC envia uma carta solicitando a regularização. Posteriormente, toda a negociação deve ser realizada diretamente com a empresa credora para solucionar a pendência. Com a efetivação do pagamento, a empresa é responsável por solicitar a exclusão imediata do nome do cliente do banco de dados do SCPC.

Como saber se estou com “nome sujo”?

Depois de entender o que cada um desses termos significa, você deve estar se perguntando: “será que meu nome está sujo?”. Para tirar essa dúvida, agora iremos mostrar como consultar sua situação em cada um desses sistemas. 

Como consultar a situação cadastral no SPC

Para verificar se existem registros de dívidas, o consumidor pode comparecer em uma unidade presencial do SPC e apresentar o seu CPF original ou, de forma online, pode realizar a consulta gratuitamente a partir do aplicativo SPC Consumidor e também pelo portal do consumidor, através do site SPC Brasil. 

Como consultar o nome no Serasa

No caso do Serasa, a consulta pode ser realizada diretamente em qualquer uma das lojas da Serasa Experian ou pelo site do Serasa.

Como consultar no SCPC

Já no caso do SCPC, a consulta pode ser realizada pelo site da instituição Boa Vista. Vale ressaltar que, em todos os casos, seja no SPC, Serasa ou SCPC, a consulta é gratuita e requer apenas um cadastro inicial simples.

Como limpar o nome? 

Se você consultar seu nome e constatar que está inadimplente no SPC, para regularizar sua situação e eliminar a dívida em aberto, é possível realizar o pagamento do débito a qualquer momento, bastando apenas procurar a empresa credora e efetuar a quitação. 

Na negociação da dívida, a empresa credora pode conceder ou não descontos para debitar as pendências financeiras. No entanto, é válido ressaltar que, caso o pagamento seja parcelado, no momento em que a primeira parcela for paga pelo consumidor, a empresa tem um prazo de até 5 dias úteis para acionar o órgão de proteção ao crédito e efetivar a retirada do nome da lista de inadimplentes. Mas, se não pagar as parcelas posteriores, o nome volta a ficar negativado.

Já no Serasa, os consumidores brasileiros que constam como inadimplentes podem acessar a ferramenta que funciona como intermediadora entre estes e as instituições credores: o Serasa Limpa Nome. Essa ferramenta possui como objetivo a consolidação de parcerias com as empresas, possibilitando aos consumidores acesso a melhores condições de negociação e quitação de suas dívidas.

Conheça o Saldo Extra Somapay e saiba como ele pode te ajudar a quitar suas dívidas

5 dicas para evitar ter o nome negativado!

Já entendemos até aqui que ter o nome negativado traz uma série de consequências negativas para a vida do consumidor e, pensando nisso, separamos algumas dicas essenciais para que você evite ter o seu nome negativado. Confira!

1. Faça um planejamento financeiro

Ter o controle de suas finanças pessoais é imprescindível para evitar contrair dívidas. Com isso, é essencial que você elabore um planejamento financeiro, onde será possível identificar todos os valores ganhos e gastos, entendendo onde você pode economizar, além de planejar potenciais investimentos. Tudo isso ajudará você a organizar o seu dinheiro e evitar que suas contas saiam do controle. 

2. Não gaste mais do que ganha

Além do planejamento financeiro, você precisa ter muito claro o controle dos valores que você ganha e gasta. Isso porque manter um equilíbrio entre as receitas e despesas é essencial para que as dívidas não sejam criadas, pois você só irá gastar aquilo que cabe dentro do seu orçamento. 

3. Tenha controle sobre as datas de vencimento das contas

Registrar as datas de vencimento de suas contas em aberto é essencial para evitar atrasos e possíveis esquecimentos. Assim, você pode utilizar diversas ferramentas para lhe auxiliar nesse processo, como agenda, planilha eletrônica ou aplicativos de finanças.

4. Faça uso do Débito Automático

O débito automático é uma opção de pagamento programado de contas, facilitando esse processo ao debitar automaticamente o valor na data escolhida, desde que haja saldo disponível. É indicado especialmente para contas recorrentes e importantes, como aluguel, conta de luz, água e internet.

5. Crie uma reserva de emergência

Destinar uma parte do seu salário para a criação de uma reserva de emergência é bastante vantajoso. Isso porque imprevistos podem acontecer e, caso ocorra, a reserva de emergência pode evitar a negativação do seu nome.

Após essas dicas, note que tudo converge em um único ponto: organização. Para você conseguir manter uma boa saúde financeira, é imprescindível aprender a organizar e controlar suas finanças. Se conseguir fazer isso, você certamente não se preocupará com siglas como SPC, Serasa e SCPC.

Gostou do artigo? Encontre mais artigos interessantes como esse em nosso blog: